Sessão abre a programação em homenagem ao Mês da Mulher e é aberta ao público – Divulgação

O Cineclube UFGD dá início à temporada de 2019 com a exibição e debate do filme Violeta foi para o céu (2011), dirigido por Andrés Wood, mesmo diretor de Machuca, às 17h, no cineauditorio da Unidade 1 (Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso). A sessão abre a programação em homenagem ao Mês da Mulher e é aberta ao público.

Violeta Parra é o equivalente local (em termos de paixão nacional) à Édit Piaf para os franceses. Intratável, terna, boêmia, áspera, contundente, frágil e indomável. Violeta Parra foi uma das artistas mais emblemáticas do Chile – e ainda assim, profundamente ignorada por décadas de uma cultura controlada pela ditadura de Pinochet.

O diretor Andrés Wood realiza um trabalho primoroso ao trazer para as telas, a partir do livro escrito pelo filho de Violeta, Ángel Parra, a vida, a obra, a memória, os amores e as esperanças dessa cantora, compositora, poeta e pintora que é um dos maiores ícones da arte popular latino-americana.

Inscrições

Para quem deseja participar toda semana do Cineclube UFGD e receber certificado de atividade de extensão, o projeto informa que as inscrições estão abertas até 30 de março e podem ser feitas pelo e-mail cineclube@ufgd.edu.br.  

A carga horária para o certificado será de 26 horas de atividade de extensão e equivale as sessões de 30 de março a 6 de julho.

Veja abaixo o trailer: