Lucrecia Martel, de 52 anos, foi escolhida pela Bienal

Lucrecia Martel é um dos grandes nomes do cinema latino-americano contemporâneo – Foto: ANSA

A diretora e roteirista argentina Lucrecia Martel será presidente do júri da 76ª Mostra Internacional de Cinema da Bienal de Veneza, que acontece de 28 de agosto a 7 de setembro de 2019.

O colegiado é responsável por designar o vencedor do cobiçado Leão de Ouro e dos outros prêmios do festival. A indicação de Martel foi proposta pelo diretor da mostra, Alberto Barbera, e aprovada pelo conselho de administração da Bienal de Veneza, presidido por Paolo Baratta.

A cineasta argentina de 52 anos é autora de filmes como “Zama”, estrelado por Matheus Nachtergaele e Mariana Nunes, “A menina santa” e “A mulher sem cabeça”. Ela é considerada um dos grandes nomes do cinema latino-americano contemporâneo.

“É uma honra, uma responsabilidade e um prazer fazer parte dessa celebração do cinema, do imenso desejo da humanidade de entender a si mesma”, disse Martel, em comunicado oficial da Bienal. “Somos gratos por ela ter aceitado com entusiasmo colocar seu olhar exigente, mas jamais privado de humanidade, a serviço desse compromisso que lhe é pedido”, afirmou Barbera.

Da AnsaFlash