Operação contou com ajuda de satélite da Nasa – Foto: Reprodução / MIT

Um grupo de cientistas, com a ajuda do satélite Tess, “caçador de planetas” da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), descobriu três novos planetas considerados os menores já encontrados fora do Sistema Solar. O Tess (Transiting Exoplanet Survey Satellite, em inglês) foi desenvolvido pela Nasa em colaboração com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), coordenado por Maximilian Günther. O novo trio de planetas se encontra no sistema que recebeu o nome “TOI-2070”. A descoberta foi publicada na revista Nature Astronomy nesta segunda-feira (29).

De acordo com a pesquisa, um dos corpos celestes é parecido com a Terra, com uma superfície rochosa, e foi batizado como planeta “B”. Já os outros dois, chamados de planetas “C” e “D”, têm metade do tamanho de Netuno. Todos eles estão entre os menores planetas e mais próximos do Sistema Solar já identificados. O estudo ainda revela que o trio está localizado a 73 anos-luz de distância. Além disso, no início, o mais distante da estrela parecia estar em sua zona habitável, ou seja, que poderia permitir o desenvolvimento de vida. No entanto, os pesquisadores logo perceberam que não era possível porque a atmosfera ao redor é extremamente espessa e densa, o que significa que a superfície do planeta é muito quente.

Entretanto, os pesquisadores não excluem a possibilidade de que o sistema também possa hospedar outros planetas mais distantes e “habitáveis”.

“O TOI-270 é uma verdadeira Disneylândia para a ciência de exoplanetas e um dos principais sistemas já descobertos pelo Tess”, afirmou Günther.

Segundo os cientistas, isso permitirá que futuras observações, como as programadas para 2020 com o telescópio espacial James Webb, da Nasa, investiguem facilmente as várias propriedades dos três planetas, como a massa e a composição atmosférica.

Da AnsaFlash