CESB revela sojicultores mais produtivos do Brasil

Fórum Nacional de Máxima Produtividade de Soja acontece em julho em parceria com o Canal Rural e Elevagro; as inscrições são gratuitas

Mesmo diante de um cenário de incertezas e de queda na economia, o setor de soja brasileiro se vê agora no trono mundial de produção e exportação da oleaginosa na safra 2019/2020. A estimativa é de uma colheita de 120,3 milhões de toneladas do grão, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), um ganho de 4,6% em relação à safra de 2018/2019.

Segundo o diretor de Marketing do CESB, Nilson Caldas, este cenário será a base da discussão do Fórum Nacional de Máxima Produtividade de Soja, organizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), que acontece no dia 14 de julho a partir das 8h20 (horário de Brasília). Devido à pandemia, pela primeira vez o evento será totalmente on-line, com transmissão ao vivo pelo Canal Rural e pelas redes sociais e YouTube do canal. As inscrições gratuitas poderão ser realizadas nos sites do CESB e da Elevagro.

Durante o encontro, serão conhecidos os campeões da 12ª edição do Desafio CESB de Máxima Produtividade de Soja. Os cases de sucesso dos sojicultores que alcançaram os melhores índices de produtividades do Brasil demonstrarão como eles conseguiram colher mais soja sem incremento de área, destacando os preceitos de sustentabilidade e rentabilidade. Por meio do Desafio, o CESB assume o papel de instigar os produtores a elevarem os seus níveis de produtividade, buscando o auxílio de tecnologia e de boas práticas de manejo.

Segundo o presidente do CESB, Leonardo Sologuren, debater os caminhos da agricultura e, mais especificamente, da sojicultura, se torna ainda mais essencial nesse momento, para destacar o trabalho realizado por produtores, mesmo diante da pandemia. “Queremos mostrar que eles conseguiram superar os desafios impostos nesse momento em que o mundo todo passa por uma turbulência. Os campeões do CESB, dessa forma, se tornam referência, para continuarmos no caminho de elevar a produtividade de soja no Brasil”, destaca.

Ecoeficiência

Durante o Fórum, o CESB irá revelar uma novidade adotada nesta última edição do Desafio de Máxima Produtividade de Soja. Em parceria com a Fundação Espaço Eco, foi feita uma mensuração do impacto ambiental e econômico (ecoeficiência) de alguns participantes do Desafio, para, a partir disso, e de forma experimental, consolidar a Análise de Ecoeficiência como um novo indicador ambiental a ser analisado no concurso.

“A metodologia de mensuração de Ecoeficiência considera todos os aspectos ambientais de todos os insumos e recursos utilizados na pré-cadeia de produção (diesel, defensivos, corretivos, fertilizantes, etc.), além das emissões que ocorrem no campo durante a atividade agrícola”, explica Rodolfo Viana, Diretor-Presidente da Fundação Espaço Eco.

Esses aspectos são apresentados com relação ao impacto ambiental em diferentes indicadores ligados a recursos, saúde humana e ecossistemas. Os indicadores são Mudanças Climáticas (ou Potencial de Aquecimento Global), Toxicidade, Eutrofização, Uso da Terra, Esgotamento da Camada de Ozônio, Chuva Ácida, Formação de Smog, Consumo de recursos minerais e metálicos, Consumo de recursos fósseis e Consumo de Água.

“Os impactos ambientais, então, são associados aos impactos econômicos de cada produtor e por fim são agregados para compor o resultado em Ecoeficiência”, complementa Rodolfo.

Pós-graduação

Outra novidade que será apresentada durante o Fórum Nacional é o curso de pós-graduação on-line promovido pelo CESB em parceria com a Elevagro e o Centro Universitário Octávio Bastos (Unifeob). O Máster em Tecnologia Agrícola (MTA Soja) reúne especialistas do Brasil nas áreas de Agronomia, Fisiologia, Fitotecnia, Solos, Sanidade e Gestão. As aulas terão início em agosto de 2020, com duração de um ano.

A grade curricular foi preparada para tornar os alunos profissionais ainda mais capacitados para os desafios do futuro, com detalhes precisos das novas tecnologias que invadem a vida do campo. Entre as disciplinas estão temas como fenologia da cultura de soja, qualidade de semente e plantabilidade, adubação visando alta produtividade, manejo de plantas daninhas, nutrição foliar, doenças e seu controle, pragas e controle químico, construção do perfil do solo, impacto do clima e manejo e agricultura digital 4.0.

O curso é destinado para profissionais graduados nas mais diversas áreas de conhecimento, que almejem se preparar para novos desafios na agricultura do futuro, como consultores, empresários e gestores que queiram conhecer as melhores técnicas para impulsionar a empresa.

As inscrições podem ser realizadas por meio do link https://pages.elevagro.com/pos-graduacao-soja. Mais informações pelos números (55) 3217-8223 e (55) 3028-4001 ou pelo e-mail [email protected].

Mais de 5 mil inscritos

Nesta 12ª edição do Desafio, o Comitê recebeu 5.204 mil inscrições, número 18,3% maior do que o realizado no ano passado, quando participaram 4.400 sojicultores.

O CESB percebeu aumento na participação de sojicultores em todas as regiões do País. As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste obtiveram grande destaque nesta edição, contando com um crescimento médio de aproximadamente 80% no número de inscritos em relação à edição do ano passado. “O fato se deve ao grande esforço e atuação do CESB e de seus parceiros nestas regiões e acompanha o grande crescimento do cultivo de grãos nesse eixo do Brasil, sendo que essas regiões caracterizam a nova fronteira agrícola do País”, destaca João Pascoalino, coordenador-técnico e de Pesquisa do CESB.

Campeões de produtividade

O Fórum é realizado anualmente e tem por objetivo revelar os números recordes de alguns dos melhores sojicultores e consultores do Brasil. O recorde até o momento foi conquistado pelo produtor Marcos Seitz, de Guarapuava (PR), que alcançou a marca de 149,08 sc/ha. Ele foi o campeão da edição de 2016/2017 do Desafio.

“A cada safra o produtor compra a ideia de ser desafiado e de entender seu ambiente de produção, buscando produzir cada vez mais soja por unidade de área. Isso tudo destaca uma das premissas do Desafio, que é promover a produção sustentável da oleaginosa”, pontua Luiz Antonio Silva, diretor executivo do CESB.

O CESB é uma entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais e pesquisadores de diversas áreas, que se uniram para trabalhar estrategicamente e utilizar os conhecimentos adquiridos nas suas respectivas carreiras e vivências em prol da criação de uma rede sustentável da sojicultura brasileira. Atualmente, o Comitê é composto por 24 membros e 24 entidades patrocinadoras: BASF, Bayer, Syngenta, UPL, FMC, Jacto, ATTO Adriana Sementes, Brasmax, Viter, Compass Minerals, Corteva, DataFarm, Instituto Phytus, Mosaic, Omnia, Stara, Stoller, SuperBAC, Timac Agro, Ubyfol, Adama, Agrivalle, IBRA e SOMAR Serviços Agro.

Serviço

Fórum Nacional de Máxima Produtividade de Soja do CESB

Data: 14 de julho de 2020

Horário: 8h20 (horário de Brasília)

Transmissão: Canal Rural, e também nas redes sociais e YouTube do Canal Rural.

Inscrições: www.cesbrasil.org.br e www.elevagro.com

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui