Lance de pênalti reclamado pelo São Paulo – Divulgação/Paulo Pinto/saoapaulofc.net

O primeiro Majestoso de 2020 terminou 0 a 0. Na noite deste sábado, Cássio e Tiago Volpi se destacaram com grandes defesas e impediram que a rede do Morumbi balançasse nesta sexta rodada do Campeonato Paulista. Boselli e Pato foram os principais vilões do clássico, que teve direito a revolta da torcida tricolor contra o técnico Fernando Diniz.

Como fica a classificação
O resultado deixa o São Paulo na terceira colocação do Grupo C, com 9 pontos, e há três jogos sem vencer. Já o Corinthians vai para 8 pontos, no segundo lugar do Grupo D, agora há dois jogos sem sair de campo com a vitória.

Primeiro tempo
Tiago Nunes abdicou de Pedrinho, jogou Luan para a direita, abriu o estreante Yony na esquerda e colocou Love perto de Boselli. Até a metade do primeiro tempo, a estratégia não funcionou muito bem para o Corinthians.

O São Paulo, sem surpresas na escalação e com pressão na saída de boal do rival, incomodou, agrediu, quase sempre com três jogadores dentro da área.

Nas melhores oportunidades, Cássio defendeu chute de Vitor Bueno e viu Pablo mandar para a rede já com o jogo parado por impedimento, e Camacho tirou a bola de Hernanes quando o camisa 15 estava cara a cara com o arqueiro corintiano.

Na parte final da primeira etapa, o Corinthians melhorou, obteve mais a bola e só não foi para o intervalo à frente no placar pela falta de pontaria de Mauro Boselli. Em um minuto, o argentino desperdiçou duas oportunidades de maneira incrível.

Na primeira, tirou Volpi e, sem goleiro, dentro da pequena área, pegou tão mal na bola que o goleiro são-paulino teve tempo de voltar e salvar já em cima da linha. Depois, Piton cruzou na cabeça de Boselli, que totalmente livre, de novo frente a frente com Volpi, mandou pelos ares.

Segundo tempo
Dois minutos e foi o suficiente para a torcida do São Paulo pedir Igor Gomes.Com o jogo apenas morno, quem mexeu primeiro foi Tiago Nunes. Pedrinho substituiu Vagner Love. Não demorou, e ai sim Igor Gomes entrou na vaga de Hernanes.

O Corinthians não aguardava o São Paulo no campo de defesa e saia em busca da vitória como visitante. Mas, o espaço oferecido atrás por pouco não saiu caro. Sorte do Timão que Reinaldo titubeou na frente do gol e Cássio, com o pé, operou um milagre em finalização a queima roupa de Pato.

Com o equilíbrio restabelecido, Tiago Nunes foi obrigado a trocar Pedro Henrique por Bruno Méndez e Fernando Diniz mandou Toró para a vaga de Pablo e Liziero no lugar de Pato. A última escolha gerou revolta em parte da torcida tricolor, que xingou o técnico da equipe em coro.

No fim, em cobrança de falta na entrada da área, Luan meteu na gaveta e Volpi voou para uma fazer uma defesa espetacular. Na sequência, Bruno Alves respondeu com uma bomba de fora da área e Cássio também brilhou ao tirar a bola do ângulo.

Gritos homofóbicos
Com apenas três minutos de jogo, o árbitro Douglas Marques das Flores paralisou a partida porque torcedores do São Paulo gritaram “bicha” durante uma cobrança de tiro livre indireto feita por Cássio.

Os capitães das duas equipes foram chamados, o juiz comunicou também a delegada da partida e só então o jogo continuou. Pouco depois, o locutor do Morumbi pediu para os torcedores não repetirem o ato e foi atendido.

O que vem pela frente
O São Paulo volta a campo no sábado, às 16h30, para enfrentar o Oeste, na Arena Barueri. O Corinthians também jogará no sábado de Carnaval, mas às 15h, em Diadema, contra o Água Santa.

Ficha Técnica
São Paulo 0 x 0 Corinthians

Data: 15 de fevereiro de 2020, sábado
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo
Horário: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Danilo Manis e Neuza Back
Cartões amarelos: Cássio (COR); Vitor Bueno, Reinaldo (SP)
Público e Renda: 44.208 / R$ 2.006.260,83

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Hernanes (Igor Gomes); Pato (Liziero), Pablo (Toró) e Vitor Bueno
Técnico: Fernando Diniz

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique (Bruno Mández), Gil e Lucas Piton; Camacho, Cantillo, Luan e Yony González (Everaldo); Vagner Love (Pedrinho) e Boselli
Técnico: Tiago Nunes

Da Gazeta Esportiva

Anúncios de Sucesso no Instagram - Manual Completo Para Anunciantes Obterem O Máximo Do Instagram Gastando O Mìnimo