Casa do Trabalhador voltou às atividades das 7h30 às 13h30 diariamente – Foto: Edemir Rodrigues
Casa do Trabalhador voltou às atividades das 7h30 às 13h30 diariamente – Foto: Edemir Rodrigues

Cumprindo o compromisso de prestar bons serviços ao trabalhador de Dourados, que teve o atendimento interrompido temporariamente devido a dificuldades apresentadas pela administração municipal para ceder servidores conforme previsto em convênio, a Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab-MS) restabeleceu, de forma plena, os trabalhos no município.

O atendimento normal começou na quinta-feira (26.10), com uma solenidade que marcou a reinauguração da Casa do Trabalhador que, a partir de então, voltou às atividades das 7h30 às 13h30 diariamente. O evento contou com presença dos diretores da Funtrab, Wilton Acosta (presidente) e Anivaldo Cardozo (executivo), autoridades e convidados locais com destaque para o chefe do escritório de representação do Governo do Estado na região Valdenir Machado, vereadores, chefes de autarquias além de representantes religiosos e coordenadores da Fundação.

Para Acosta, se trata de uma vitória da administração estadual “por intermédio da Funtrab que, não medindo esforços, conseguiu reaparelhar a Casa do Trabalhador e, assim, voltar dentro do tempo previsto, prestar os serviços dos quais a população douradense necessita”. O diretor-presidente fez questão de afirmar que os problemas vividos são coisa do passado e o importante é que a Fundação readquiriu condições de atender com qualidade.

Devido à suspensão dos trabalhos, a direção da Funtrab entendeu a necessidade de implantar o atendimento mesmo que fosse de forma emergencial, para isso, deslocou parte da equipe de Campo Grande para prestar serviços por dois dias, por semana, até a regularização das atividades.

Com isso, houve condições de minimizar a demanda represada no que tange às necessidades apresentadas pelo trabalhador. Os números registrados no período de agosto a outubro demonstram ter sido acertada a medida emergencial. Foram cerca de cinco mil atendimentos.