“Capoeira” será tema de Workshop gratuito na sexta e Audiência no sábado

Eventos serão realizados na Casa de Cultura da UEMS e na Câmara de Dourados

A “Capoeira como Inclusão Social” será tema de uma Audiência Pública no sábado (26), às 13h, no Plenário da Câmara de Dourados. Antecedendo o evento, na sexta-feira, das 18h às 22h, será realizado um workshop “Prática pedagógica da Capoeira: dimensão e possibilidades educativas”, na Casa da Cultura da UEMS.

As duas atividades serão ministradas pelo Mestre de Capoeira e Pós-doutor em Ciências da Educação, professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Jean Adriano Barros da Silva (Jean Pangolin). Ele tem experiência na área, com ênfase em Educação Inclusiva, atuando principalmente nos seguintes temas: capoeira, cultura corporal humana, estágio supervisionado em educação física e deficiência visual.

Elias Ishy entregando homenagem ao Movimento Capoeira Dourados – Foto: Assessoria

A audiência tem como objetivo demonstrar a sociedade o caráter educativo e inclusivo da capoeira, assim como ouvir os mestres e profissionais sobre a atual situação dessa arte em Dourados. “É um momento de diálogo com o Poder Público e de fortalecer ainda mais a relação de respeito a esse movimento crescente, para o desenvolvimento de políticas públicas”, diz o vereador Elias Ishy (PT), propositor do evento.

Segundo o Movimento douradense, a capoeira é símbolo de resistência e luta do povo negro na época da escravidão, foi criminalizada por muitos anos, sendo vista de forma pejorativa e preconceituosa. Com mobilização e reivindicação do movimento negro e dos mestres de capoeira, esta prática tornou-se instrumento educativo e de inclusão social e ainda hoje representa a libertação dos corpos negros, reconstrução cultural da diáspora, o grito dos excluídos e a resistência que transforma luto em luta e se movimenta no ritmo da liberdade e justiça.

Ishy explica que o debate será sobre o percurso da Capoeira no Brasil e, logo, no município. “No Estatuto da Igualdade Racial tem o devido reconhecimento à profissão e a reivindicação da efetivação desta prática em nossa cidade como garante: é facultado aos tradicionais mestres de capoeira, reconhecidos publicamente e formalmente pelo seu trabalho, atuar como instrutores desta arte-esporte nas instituições de ensino públicas e privadas”, diz o texto de divulgação.

Para o Workshop, o trabalho consistirá no estudo sobre os aspectos pedagógicos da capoeira, planejamento do ensino e princípios e fundamentos da roda na educação formal e social. As inscrições poderão ser realizadas por meio do whatsapp: 67 – 996252672 (Macaúba). A Casa da Cultura está localizada na Rua Monte Alegre, 1908 – Vila Progresso.

Os atos são uma demanda do Movimento Capoeira Dourados e conta com apoio do COMAFRO (Conselho Municipal de Defesa e Desenvolvimento dos Direitos dos Afro-brasileiros), Assessoria de Políticas de Igualdade Racial/SEMAS, DCEL/PROEC/UEMS (Divisão de Cultura, Esporte e Lazer) e A Flor da Pele (Rede de Relações Institucionais e Saúde Mental).

A Câmara Municipal fica na Avenida Marcelino Pires, 3495. Para quem desejar se inscrever para a audiência, basta acessar e preencher os dados:http://bit.ly/InscriçãoAudiênciaCapoeira.