Vacinação abrangerá todas as unidades de saúde e será distribuída a grupos priorizados, conforme determinação do Ministério da Saúde – Foto: Assecom/arquivo

A 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tem início na próxima quarta-feira, dia 25 de abril, em Dourados. A prefeitura, por meio do Núcleo de Imunização, informa que a ação abrangerá todas as unidades de saúde e será distribuída a grupos priorizados, conforme determinação do Ministério da Saúde.

O objetivo é reduzir o número de casos graves e óbitos causados por vírus da Influenza. Crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias pós-parto), profissionais da área da saúde, comunidade indígena, idosos (60 anos ou mais), população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais fazem parte do grupo prioritário.

A vacina ofertada será trivalente e conterá antígenos do tipo Influenza H1N1, Influenza H3N2 e Influenza tipo B.

O encerramento da campanha está previsto para o dia 01 de junho.

Escalonamento

A vacina será escalonada para os grupos prioritários. Conforme o calendário do Ministério da Saúde, segue agenda da distribuição:

De 25 a 27 de abril, a vacinação estará disponível em todas as unidades de saúde, das 7h às 11h e das 13h às 17h, apenas para trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas, crianças de seis meses a menores de cinco anos e professores.

De 02 a 04 de maio, a vacinação estará disponível em todas as unidades de saúde, das 7h às 11h e das 13h às 17h e nas unidades de Saúde Seleta e Parque das Nações II, também, das 18h às 21h30, apenas para trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas, crianças de seis meses a menores de cinco anos e professores.

De 07 a 11 de maio, a vacinação continua em todas as unidades de saúde, das 7h às 11h e das 13h às 17h, apenas para trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas, crianças de seis meses a menores de cinco anos.

A Secretaria de Saúde destaca que a vacina será ofertada exclusivamente em unidades de saúde da Família e Unidades Básicas. Não haverá postos de vacinação volante.