Várias rodovias estão bloqueadas em Mato Grosso do Sul – Divulgação/PRF

Continua nesta quarta-feira as manifestações em todo o País realizada por caminhoneiros que protestam em razão do contínuo aumento no preço dos combuatíveis por parte da Petrobrás.

Nesta quarta-feira, o governo anunciou que eliminará a Cide (tributo) que incide sobre o diesel quando o Congresso Nacional aprovar o projeto da reoneração da folha de pagamentos.

Segundo a Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes), que representa mais de 40 mil postos no Brasil, avalia que a decisão do governo de zerar a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) é insuficiente para reduzir os preços dos derivados de petróleo e propõe que sejam reduzidas também cobranças de PIS/Cofins nesses produtos.

A Petrobras já anunciou que a política de reajuste dos preços não mudará.

Veja abaixo os pontos de bloqueios nas rodovias que cortam o Mato Grosso do Sul:

Em Eldorado, na BR-163, km 39, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Naviraí, na BR-163, km 117, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Caarapó, na BR-163, km 206, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Dourados, na BR-163, km 256, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Rio Brilhante, na BR-163, km 324, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Campo Grande, na BR-163, km 462, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Campo Grande, na BR-163, km 477, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Bandeirantes, na BR-163, km 548, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em São Gabriel do Oeste, na BR-163 km 614, há manifestação de caminhoneiros, mas sem interdição.

Em Maracaju, na BR-267, km 364, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Guia Lopes da Laguna, na BR-267, km 474, rodovia permanece interditada. Previsão da manifestação até às 18h.

Em Paranaíba, na BR-158, km 96, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Cassilândia, na BR-158, km 5, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Chapadão do Sul, na BR-060, km 11, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Camapuã, na BR-060 km 204, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Sidrolândia, na BR-060, km 420, rodovia permanece interditada parcialmente;

Em Três Lagoas, na BR-262, km 5, rodovia permanece interditada parcialmente.

Os veículos de passeio estão sendo liberados para passar, e em razão disso o congestionamento tem sido relativamente pequeno, não passando de 1 Km em cada ponto.

É importante frisar que o Código de Trânsito Brasileiro prevê uma multa no valor de 3800 reais (e suspensão do direito de dirigir) para condutores que utilizam seus veículos para interditar rodovias, e que a PRF poderá fazer uso de expediente caso não seja atendida a solicitação para liberação da rodovia em que seja utilizado veículos automotores.

A PRF também ressalta que interdições de rodovias são extremamente perigosas para a segurança do trânsito.  Já houve registros de graves acidentes (ocorridos em outros Estados) como consequência da interdição, além de todos os prejuízos que esta manifestação ilegal pode causar a terceiros em seus compromissos e danos a cargas perecíveis.

Aos condutores que puderem adiar suas viagens, recomendamos que assim procedam. A CCR MS Vias e a PRF (191) estão à disposição em seus telefones de emergência para demais esclarecimentos.