Maconha apreendida pesou 2.820 quilos – Foto Divulgação PMR

Durante a “Operação MS-41”, que teve início esta quinta-feira (11), a equipe do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPMRv), Base Operacional Rodoviária (BOpRv) de Amambai em ação de policiamento e fiscalização de trânsito na MS-289, trecho sentido Coronel Sapucaia x Amambai, abordou um caminhão Mercedez Benz/L 1519 com placas de Cascavel-PR conduzido por H.S.M. (21) tendo como passageira a sua convivente C.B.A. (20).

Durante entrevista, o condutor demonstrou nervosismo e depois de realizada uma busca minuciosa no veículo, foi encontrado um fundo falso no assoalho da carroceria com vários tabletes de maconha e pacotes plásticos de skank, que após pesados, totalizou 2.820 quilos (duas toneladas e oitocentos e vinte quilogramas) de maconha e 52,00 kg (cinquenta e dois quilogramas) de skank.

O condutor informou que buscou o veículo preparado com o entorpecente em um hotel da cidade de Coronel Sapucaia e receberia R$5.000,00 (cinco mil reais) para levá-lo até Campo Grande. A passageira alegou não ter conhecimento do ilícito que era transportado.

Durante a abordagem, o condutor recebeu mensagens do número de telefone que estava fazendo o serviço de batedor, informando se havia polícia na rodovia, informando também que alguém iria de encontro de H.S.M. para ajudá-lo no deslocamento.

Chegando próximo a Amambai, uma motocicleta Honda/CB 300R, com placas de Dourados, conduzida por R.P.W. (36) passou em velocidade reduzida, fez o retorno na via parando ao lado do caminhão, e ao ser abordado pela equipe do BPMRv informou que foi acionado por um amigo para ajudar o condutor do caminhão, sendo que o referido amigo o acionou pelo mesmo número de telefone que o batedor utilizava para trocar informações com H.S.M.

Os três envolvidos, juntamente com os veículos e a droga foram encaminhados e entregues na Delegacia de Polícia Civil de Amambai para providências legais.