Câmara recebe Pastoral Carcerária para discutir sobre desencarceramento no Brasil

Os vereadores discutiram o sistema prisional brasileiro – Foto: Thiago Morais

A Câmara de Dourados recebeu, durante tribuna da sessão ordinária desta segunda-feira (4), vice-coordenador da Pastoral Nacional Carcerária, padre Jean Franco. Ele dissertou sobre o sistema prisional brasileiro e sobre a campanha Mundo sem Cárcere.

De acordo com o padre, a população carcerária brasileira tem crescido significativamente nos últimos anos, sendo considerada a 3ª maior do mundo, perdendo apenas para a Rússia e os Estados Unidos. “Enquanto muitos outros países têm desencarcerado, o Brasil é um dos que tem prendido mais”, comentou.

O vice-coordenador ainda apontou que o número de mulheres em prisões brasileiras cresceu 580%, beirando a 50 mil no Brasil. “Temos construído novos estabelecimentos, porém a população carcerária também tem crescido. O exemplo de São Paulo que construiu 20 novos presídios, porém todos já estão lotados”.

O padre Jean Franco acredita que a construção de novos estabelecimentos prisionais não seria a solução, mas sim a criação de novas políticas novas políticas públicas.

Para a presidente da Casa, Daniela Hall (PSD) esta discussão é de suma importância para o município. “Estas pautas devem ser discutidas nos municípios, porque são onde os crimes acontecem”, apontou.

Já o vice-presidente da Câmara de Dourados, Sérgio Nogueira (PSDB) sinalizou que esse assunto deve ganhar voz. “A agenda do desencarceramento deve ser discutida não só em Brasília, ou com deputados e assembleias, porque a violência ocorre no município, com nossos vizinhos, por isso temos que estar nestas discussões”, completou.

Indicações e requerimentos

Dando continuidade a sessão, os vereadores usaram a tribuna livre para apresentar indicações e requerimentos. Cido Medeiros (DEM) solicitou à Prefeitura Municipal que seja instala lombada na Rua Filomeno João Pires, em frente à Escola Prefeito Álvaro Brandão, no bairro João Paulo II e também requereu operação tapa-buracos na Ponta Porã e João Vicente Ferreira.

Sergio Nogueira solicitou a troca de lâmpadas no entorno da Escola Franciscana Imaculada Conceição e também a colocação de um bueiro na Rua João Vicente Ferreira, esquina com a Floriano Brum.

O vereador Bebeto (PR) requereu à prefeita Delia Razuk (PR) melhorias na sinalização no cruzamento das ruas Iguaçu e Toshinobu Katayama, além de patrolamento e cascalhamento na Rua Coronel Ponciano, no Jardim Ouro Verde.

Marçal Filho (PSDB) solicitou informações sobre a contratação de professores que passaram no concurso da REME (Rede Municipal de Ensino), realizado em 2016.

Idenor Machado (PSDB) requereu a limpeza da Rua Coronel Noronha, cruzamento com a Rua Maria da Glória, na Vila Industrial. Ainda solicitou estudo de retirada de luminária localizadas no centro das rotatórias da Rua Coronel Ponciano.

O vereador Braz Melo (PSC) solicitou a pintura das placas localizadas nos semáforos, agregadas à instalação de sinalização semafórica para pedrestres, na área central do município. Ainda pediu a criação de um sistema de controle unificado e a distância de semáforos.

Cirilo Ramão (PMDB) requereu a implantação de um semáforo ou redutor de velocidade no cruzamento da Rua Mato Grosso com a Joaquim Teixeira Alves.

Silas Zanata (PPS) requereu providências para autorizar a cedência temporária da Academia de Saúde para alojar a sede dos Correios, localizada no distrito de Indápolis.