Câmara instaura Comissão Processante para investigar Júnior Rodrigues

Vereadores da Comissão Processante foram escolhidos por meio de sorteio – Foto: Filipe Prado

A Câmara de Dourados incluiu na pauta de deliberações da sessão ordinária desta segunda-feira, 27, a leitura de documento protocolado na semana passada pela cidadã Virgínia Magrini com o pedido de cassação do mandato do vereador Júnior Rodrigues (PR). Foram 17 votos a favor do aceite da denúncia.

A Comissão Processante instaurada tem como presidente, o vereador Marcelo Mourão (PRP), Silas Zanata (Cidadania), relator e como membro, Olavo Sul (Patriota). Júnior Rodrigues é acusado de crime de responsabilidade político-administrativa.

A publicação do ato da Presidência da Casa com a comissão oficial deve sair amanhã no Diário Oficial do município. Após isso, os membros se reunirão oficialmente, deliberando (em um prazo de até 5 dias) acerca da notificação do denunciado para apresentar defesa prévia (em até 10 dias).

A partir da data da notificação, os trabalhos têm que ser concluídos em 90 dias.