Câmara de Dourados aprova recomposição de comissões permanentes

Vereadores aprovaram a recomposição das Comissões Permanentes – Foto: Filipe Prado

A Câmara de Dourados apresentou, durante sessão ordinária desta segunda-feira (21), recomposição das Comissões de Obras e Serviços Públicos e Educação. Após recondução ao cargo, o vereador Idenor Machado (PSDB) assumiu a vaga de membro nas duas Comissões Permanentes.

Ainda durante a sessão, os vereadores aprovaram, em 2ª discussão e votação, projetos de Lei, de autoria do vereador Maurício Lemes (PSB), que denominam como “Rua Wilson Cristaldo de Souza” a Rua Projetada L RP, do Residencial Parizotto, como “Rua Delminda da Costa Oliveira” e “Rua José Carvalho da Rocha” as ruas projetadas 08 CV e 17 CV, respectivamente, do Residencial Campina Verde, e como “Rua Reacilva Stein Arruda” a Rua 07 CC, localizada na Chácara Califórnia.

De Romualdo Ramim (PDT), foi aprovado Projeto de Lei que denomina como Rua Severiano Lucena de Vasconcelos a Rua GV 12, do Residencial Greenville. De autoria dos vereadores Madson Valente (DEM) e Silas Zanata (Cidadania), o Projeto de Lei nº 207/2019, que denomina como Doutora Erny Vieira da Rocha o condomínio a ser construído ao lado da Associação da Polícia Militar, na Rua Antônio Luiz Marra, no Conjunto Izidro Pedroso, foi aprovado.

Dos vereadores Sergio Nogueira (PSDB) e Alan Guedes (DEM), foi aprovado o Projeto de Lei nº 242/2019, que denomina como “Rua Rita Pinto de Macedo Marques” a Rua Projetada 10 PD, no Portal de Dourados. O Projeto de Lei nº 244/2019, de autoria de Jânio Miguel (PL), que denomina como “Rua Cláudio de Oliveira” a Rua Projetada 06 AI, no Altos do Indaiá.

Foi aprovado o Projeto de Lei nº 300/2019, de autoria do vereador Sergio Nogueira (PSDB) e dos vereadores infra-assinados, que dispõe sobre a afixação de cartazes, pôsteres, placas informativas e/ou outras nas unidades públicas e privadas de saúde, sobre a adoção do nascituro.

O Projeto de Lei nº 174/2019, de autoria do vereador Olavo Sul (Patriota), que declara de Utilidade Pública Municipal a Associação Indígena Arandu, da Aldeia Jaguapiru, foi aprovado por unanimidade dos presentes.

Ainda foi aprovado o Projeto de Lei nº 215/2019, do vereador Cido Medeiros (DEM), que altera a Lei nº 3.513/2011, que institui o Dia do Desbravador em Dourados. Ainda do parlamentar, foi aprovado o Projeto de Lei Complementar nº 025/2019, que altera o Anexo V do Sistema Viário na Lei Complementar nº 205/2012, onde transforma em Via Coletora a Rua João Alves Rocha, no Residencial Monte Carlo.

Em 1º discussão e votação, foi aprovado o Projeto de Lei Complementar nº 024/2019, de autoria de Sergio Nogueira, que altera o Anexo II do Sistema Viário na Lei Complementar nº 205/2012, onde transforma em Via Coletora o percurso da Rua Atílio Torraca de Mattos, entre a Avenida Indaiá e a Rua Edir Ferreira de Moraes no Jardim Novo Horizonte.

Do vereador Maurício Lemes foi aprovado, em 1ª discussão, projetos de Lei que denominam, respectivamente, como “Rua José Alves dos Santos” e “Rua Fernando Ebling” as ruas projetadas G RP e H RP, no Residencial Parizotto, e como “Rua Deosdete de Oliveira” e “Rua Jaime Calixto Primo” as ruas projetadas 07 CV e 16 CV do Residencial Campina Verde.

Em única discussão e votação, foi concedido diploma de Jubileu de Pérola, de autoria dos vereadores infra-assinados, a TV Morena de Dourados, alusivo aos 30 anos de sua implantação no município, e Título de Cidadã Benemérita, de autoria da vereadora Daniela Hall (PSD), a Iracema Pereira Tibúrcio, pelos relevantes serviços prestados à comunidade.

Tribuna Livre

Ainda durante a sessão ordinária, a professora Rosine Nunes dos Santos falou sobre a 6ª Olimpíada da Língua Portuguesa realizada no município, bem como em Mato Grosso do Sul.

A diretora da Academia de Dança Maria Ester, Maria Ester Carneiro da Luz, também utilizou a tribuna para falar sobre o espetáculo “Dançando pela Vida”, em prol da unidade de prevenção de Câncer de Barretos, a ser realizado nos dias 1 e 2 de novembro.