Caarapó vive expectativa do início da vacinação contra Covid-19

Imunização deve começar ainda no decorrer desta semana, logo que o Estado entregar as doses da vacina Coronavac ao município

Vacinação começa, mas cuidados preventivos com a transmissão do vírus devem continuar – Divulgação

A população de Caarapó vive uma grande expectativa em relação ao início da vacinação contra a Covid-19. O município poderá iniciar a imunização de grupos prioritários ainda no decorrer desta semana, segundo informou o prefeito André Nezzi. A Secretaria Municipal de Saúde aguarda apenas o envio do imunizante pelo Estado para então dar o pontapé inicial da primeira fase da vacinação.

O Governo do Estado informou que as primeiras 97 mil doses da vacina Coronavac chegam hoje (18) a Mato Grosso do Sul e a vacinação deverá ter início na quarta-feira (20). Em Caarapó, a meta é vacinar 3.826 pessoas de grupos prioritários nesta primeira fase. “Começaremos a vacinar imediatamente nossos profissionais da saúde assim que a vacina chegar, mas queremos ultrapassar a meta do plano estadual, chegando o quanto antes a pelo menos 10 mil pessoas que são dos grupos de risco”, afirma o prefeito André Nezzi.

De acordo com o dirigente, a administração municipal conta ainda com a vacina do plano federal para imunizar toda a população e, “se for preciso, para agilizar, o município também está disposto a comprar o imunizante”, acrescentou.

Em todo o Brasil, a vacinação ocorrerá em três fases. Na primeira, serão vacinados os trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena; na segunda fase, pessoas de 60 a 74 anos; e na terceira, pessoas com comorbidades (como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares, entre outras).

Outros grupos populacionais também considerados prioritários, como professores, trabalhadores dos serviços essenciais (forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema de privação de liberdade), populações quilombolas, população privada de liberdade, pessoas em situação de rua e outros grupos serão contemplados na continuidade das fases, conforme aprovação, disponibilidade e cronograma de entregas das doses a serem adquiridas.

Covid-19 em Caarapó

Os casos de Covid-19 registrados em Caarapó continuam gerando grande preocupação nas autoridades sanitárias. De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado no dia 14, desde o início da pandemia foram registrados 1.455 casos confirmados da doença, com 1.404 recuperados. Os óbitos por complicações da doença atingiram 17 pessoas.

Especialistas recomendam que, mesmo após a vacina, as medidas de prevenção – como usar máscara, higienizar as mãos e manter o distanciamento social e evitar aglomerações, por exemplo – devem continuar, visto que a transmissão da doença pode continuar ocorrendo.

A vacina é importante porque vai ajudar a evitar a superlotação dos hospitais, que pessoas do grupo de risco venham a ter sintomas e óbito, mas é preciso ter consciência de que as medidas de prevenção amplamente divulgadas pelos profissionais de saúde sejam mantidas.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.