“Falta gestão”, disse o presidente sobre Ricardo Vélez Rodríguez

Jair Bolsonaro revelou insatisfação com a gestão de Ricardo Vélez no MEC – Foto: ANSA

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (5) que decidirá na próxima segunda (8) sobre a permanência do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, no governo.

Vélez protagonizou inúmeras polêmicas desde sua posse e é cada vez mais questionado no cargo, principalmente pela ala militar. “Está bastante claro que não está dando certo. Ele é bacana e honesto, mas está faltando gestão”, afirmou Bolsonaro em café da manhã com jornalistas, de acordo com relato da Folha de S. Paulo.

“Até segunda vai ser resolvido. Quem vai decidir sou eu. Segunda é o dia do fico ou não fico”, reforçou o presidente. Vélez, por sua vez, garantiu nesta sexta que não entregará o cargo, durante fórum empresarial em Campos do Jordão (SP).

A última crise criada pelo ministro surgiu por causa de sua intenção de revisitar a história do golpe militar de 1964 nos livros escolares, medida vista como uma tentativa de agradar a Bolsonaro e se segurar no cargo.

O MEC passa por uma intensa “dança das cadeiras” nas últimas semanas, em meio a uma disputa por influência entre seguidores de Olavo de Carvalho, militares e técnicos da pasta.

Horário de verão

No mesmo café da manhã com jornalistas, o presidente confirmou que pretende acabar com o horário de verão em 2019. “É quase certo, pelo estudo que tenho”, disse, ainda de acordo com a Folha.

A medida já havia sido cogitada pelo governo Temer, devido à queda na economia de energia com a mudança do horário, que chegou a ser nula em 2017/18.

Da AnsaFlash