Aula de culinária foi durante o programa de prevenção ‘Cozinha Experimental’ – Assessoria

Na noite da última terça-feira (12), o programa de prevenção “Cozinha Experimental”, em Campo Grande, realizou uma aula de culinária “low-carb”. O curso tem o objetivo de despertar o interesse por uma alimentação mais saudável, gerando assim, maior qualidade de vida, por meio de pratos saborosos e fáceis de fazer.

O programa de prevenção foi criado em 2012, em Campo Grande, e, desde o ano passado, também é realizado em Dourados. Na Capital, o curso acontece na Rua Abrão Júlio Rahe, 97. Para se inscrever, o beneficiário deve ligar no (67) 3382-8584. Em Dourados, o curso acontece na Rua Mato Grosso, 1470, entrada lateral pela Rua Onofre Pereira de Matos, no Jardim Climax. Para participar, o beneficiário deve ligar para (67) 3033-8350.

As receitas ensinadas na aula foram preparações saudáveis da culinária “low-carb” com alternativas doces e salgadas. Por meio de ingredientes naturais e ricos em nutrientes, além do diálogo claro com dicas para facilitar as técnicas da cozinha, a coordenadora do curso, Melissa de Andrade, mostrou, na prática, que é possível reproduzir preparações saudáveis, saborosas e por um preço acessível.

O beneficiário Cleber Ledesma explica que se surpreendeu com as preparações de sobremesa com baixa quantidade de carboidratos. “Comer de maneira saudável é muito importante, eu tenho uma cirurgia, então busco sempre ter uma alimentação balanceada e cheia de nutrientes. Eu gosto desse tipo de comida, para diversificar os pratos”.

De acordo com Aline Martins, o cuidado com a alimentação garante a sua qualidade de vida. “Na ‘Cozinha Experimental’, aprendemos muita coisa, sabemos como fazer substituições saudáveis e preservar uma comida saborosa e leve. Ficamos muito empolgados para chegar em casa e reproduzir. Acho ótimo que a Cassems proponha essas coisas, é um diferencial do plano de saúde”.

Para Mereci Rodrigues, as receitas aprendidas no programa de prevenção serão utilizadas em casa. “Foi maravilhoso participar da ‘Cozinha Experimental’, gostei bastante e pretendo participar das próximas. A diferença é de trocar as proteínas e foi muito proveitoso”.

O beneficiário Abraão Miranda afirma que vai reproduzir as receitas em casa, para colaborar com a rotina do lar. “Eu não conhecia esse tipo de comida que foi apresentada hoje, apenas o tradicional. É importante saber receitas diferentes, a experiência foi bacana. Eu não tenho muita vocação para cozinhar, mas, agora, pretendo ajudar mais a minha esposa e auxiliá-la na cozinha”.