Barreiras sanitárias em MS já avaliaram 855 mil pessoas em três meses de operação

Foram identificadas 96 pessoas com suspeita de Covid-19; nenhum caso confirmado

Barreira sanitária em Campo Grande – Foto: Chico Ribeiro

As 17 barreiras sanitárias instaladas pelo Governo do Estado completaram três meses de operação em Mato Grosso do Sul. Nesse período, foram abordadas 855 mil pessoas em 426 mil veículos e 97 casos foram identificados como suspeitos para a Covid-19.

Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, a avaliação é positiva em decorrência da parceria existentes entre o Estado e os municípios. “Os números do Mato Grosso do Sul traduzem esse esforço feito pelo Governo do Estado. E os secretários municipais, independente da área ser divisa ou de fronteira, têm apoiado a Secretaria de Estado de Saúde (SES)”.

Próximo de completar um milhão de abordagens, Videira afirma que “a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio de seus efetivos da Polícia Militar, da Polícia Civil e o do Corpo de Bombeiros Militar, tem atuado junto com os munícipes com objetivo de enfrentar essa pandemia e superar essa dificuldade no menor espaço de tempo possível e com menor dano para população”.

Dados divulgados pela Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS/MS) revelam que, até o momento, 732.515 pessoas foram abordadas em 363.397 veículos. A principal porta de entrada de pessoas continua sendo a divisa com o Estado de São Paulo. Três Lagoas e Bataguassu registraram, juntas, 383.818 pessoas que passaram pelas barreiras.

Em Guia Lopes da Laguna, município que tem apresentado elevado número de casos, a barreira sanitária recebeu reforço e foram abordadas 9.230 pessoas. A unidade de Campo Grande, em parceria com a prefeitura, registrou 17.421. E, no Aeroporto Internacional de Campo Grande, 8.866 pessoas e 82 aeronaves foram abordados.