Audiência envolveu instituições e sociedade no debate do reordenamento dos bairros de Dourados – Foto: Assecom

Uma audiência pública realizada nesta quinta-feira (24), na Câmara Municipal, abordou o Reordenamento dos Bairros de Dourados. A ação é parte do cronograma da Prefeitura, por meio da Secretaria de Planejamento, para a reestruturação dos bairros na cidade para solucionar problemas pontuais na geração de CEP (Código de Endereçamento Postal).

Ocorreu um debate junto à sociedade e instituições sobre formatos de traçar melhorias visando à geração de CEP em bairros novos na cidade e também sobre conflitos de localização/endereços existentes atualmente no município.

O secretário de Planejamento, Carlos Dobes, apresentou estudos técnicos nesse âmbito que têm sido realizados desde o início da gestão Délia Razuk. Ele ressaltou que o reordenamento vai facilitar para quem não tem recebido as encomendas por extravio, problema de endereçamento, sendo que para quem não tem contado com esse tipo de situação, nada mudará. “Neste último caso, CEPs não sofrerão alterações”, enfatizou.

A problemática ocorre tem cerca de 10 anos e um dos fatores que impacta é a expansão do perímetro urbano de Dourados, em especial de 2015 até atualmente. A cidade cresceu muito nas adjacências e a contrapartida disso foi um desordenamento em relação à localização correta de alguns pontos.

Participaram da ação representantes dos Correios, da Receita Federal, da Sanesul, do Imam, os deputados João Grandão e Renato Câmara e vereadores.

“Foi muito positivo, incluiremos alguns apontamentos colhidos no levantamento técnico e vamos fazer o encaminhamento para a Câmara Municipal. A prefeita Délia Razuk solicitou agilidade nesse processo para que as situações sejam regularizadas e para que não impacte negativamente na abertura de empresas no município, pois por vezes os empresários têm contado com conflitos quanto a endereçamento”, pontuou.

O próximo passo para o reordenamento é o encaminhamento de um projeto de lei à Câmara Municipal.