Atlético-MG se acerta com Diego Costa, e Galo prepara anúncio da contratação do atacante

Diego Costa vai assinar com o Galo até dezembro de 2022 – Divulgação / Atlético de Madrid

O Atlético-MG fechou a contratação do atacante Diego Costa como reforço para a temporada 2021. Clube e jogador chegaram a um acordo sobre a parte financeira e o anúncio irá acontecer em breve. Diego Costa é aguardado em Belo Horizonte para exames e assinatura de contrato.

O vínculo dele com o Galo irá até o fim de 2022, ano previsto para inauguração da Arena MRV, estádio do Atlético. O centroavante de 32 anos, naturalizado espanhol, aceitou a proposta do Galo, em interesse revelado pelo ge na última semana.

Após alguns dias de discussão das bases contratuais, as tratativas esquentaram e o Galo ganhou otimismo. A diretoria atleticana viu o Besiktas sair da concorrência, o que facilitou Diego Costa a substituir o desejo de atuar na Europa pela ambição de se tornar protagonista no futebol brasileiro.

O atacante, nascido em Sergipe e que iniciou carreira em Portugal, está sem clube desde dezembro do ano passado, quando alegou motivos pessoais para se desligar do Atlético de Madrid. Ele foi oferecido logo em seguida ao Galo, mas, em um primeiro momento, os valores assustaram e a negociação não avançou.

A informação da retomada das negociações foi antecipada pelo ge, no dia 7 de agosto. O Atlético colocou valores na mesa de Diego Costa, mas o atacante recusou a primeira oferta. Depois, o Galo fez nova investida, com melhores condições, e as conversas avançaram.

Diego vinha sendo cogitado como reforço em várias equipes do futebol mundial. O que chegou mais próximo de um acerto foi o Besiktas, da Turquia, que fez uma proposta de R$ 18 milhões anuais pelo jogador. O presidente do clube, no entanto, se irritou com as altas exigências do staff do atacante e vetou a contratação.

Desejo de Cuca
A contratação atende a uma demanda do técnico Cuca, que vinha pedindo um centroavante de ofício à direção do Atlético. Hulk é o titular na função e faz temporada espetacular, mas pode jogar também como um segundo atacante.

O nome de Diego Costa agradou muito à comissão, e ele tem uma vantagem: é brasileiro. Não entraria no limite de cinco estrangeiros por partida, conforme regulamento das competições realizadas pela CBF.

Atualmente, o elenco atleticano conta com sete gringos: o chileno Vargas, o venezuelano Savarino, o colombiano Dylan Borrero, o equatoriano Alan Franco, o paraguaio Junior Alonso e os argentinos Nacho Fernández e Zaracho.

Carreira
Diego Costa nasceu na cidade de Lagarto, no Sergipe, mas nunca atuou profissionalmente no Brasil. Ele começou a carreira no Braga, de Portugal, de onde foi emprestado ao Penafiel, também do país, até finalmente chegar ao Atlético de Madrid, em 2007.

O Colchonero foi, sem dúvida, o clube de maior destaque da carreira de Diego. Pelo time espanhol, Diego conquistou seis títulos: um do Campeonato Espanhol (2013/14), um da Liga Europa (2017/18), três da Supercopa da Europa (2010, 2012 e 2018) e um da Copa do Rei (2012/13). O atacante defendeu a equipe em 215 jogos e marcou 84 gols em três passagens diferentes.

Diego até chegou a ser convocado por Felipão para a Seleção Brasileira em 2013, mas acabou escolhendo defender a Espanha. Com a camisa da La Roja, ele jogou as Copas do Mundo de 2014 e 2018, marcando três gols na edição disputada na Rússia.

Ficha técnica
Nome: Diego da Silva Costa
Data de nascimento: 7 de outubro de 1988 (32 anos)
Nacionalidade: brasileiro e espanhol
Clubes: Braga (2006-2007), Penafiel (2006), Atlético de Madrid (2007-2014) – empréstimos para Celta de Vigo (2007/08), Albacete (2008/09), Valladolid (2009/10), Rayo Vallecano (2012), Chelsea (2014-2017), Atlético de Madrid (2018-2020).

Do Globo Esporte

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.