Um ataque com carros-bombas deixou ao menos cinco pessoas mortas em Mogadíscio, capital da Somália, neste sábado (23).

O atentado, reivindicado pelo grupo terrorista islâmico Al Shabab, atingiu o prédio do Ministério do Trabalho – uma das vítimas é o vice-ministro Saqar Ibrahim Abdalla, segundo o capitão da polícia somali, Mohamed Hussein.

O ataque começou com a detonação de dois carros-bombas na entrada do edifício, que estava cheio de funcionários, já que sábado é dia útil na Somália. Em seguida, um comando de jihadistas entrou no prédio e abriu fogo.

O Al Shabab, grupo terrorista mais ativo da África, é ligado à Al Qaeda e deseja implantar uma versão extrema da lei islâmica no país africano e expulsar as tropas da União Africana. Em fevereiro, um ataque similar em Mogadíscio já deixara 24 mortos.

A Somália é um dos países mais vulneráveis do mundo, devido à pobreza disseminada e à atuação de milícias jihadistas.

Da AnsaFlash