Em crescimento no Brasil, cursos universitários que não exigem a presença do aluno oferecem benefícios que não são conhecidos do grande público

O ensino a distância (EAD) no Brasil é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Por conta disso e, também, de outros fatores, como flexibilidade, professores qualificados e mensalidades com preços mais baratos do que cursos regulares, tem conquistado muitas pessoas que buscam melhorar sua condição social por meio da educação.

De acordo com o Censo da Educação Superior do MEC, cerca de dois milhões de pessoas estão matriculadas em um curso EAD no país. O maior crescimento na área de ensino a distância ocorreu no ano de 2011. De lá para cá, várias pessoas têm procurado se matricular em uma universidade que ofereça esse tipo de curso devido a todas as vantagens.

Flexibilidade

A graduação a distância oferece flexibilidade, sendo esta uma característica que os cursos regulares não conseguem competir. Neste formato, o aluno estuda onde, quando e como quiser, mas é preciso manter a disciplina para conseguir absorver todo o conteúdo que é praticamente idêntico ao de um curso presencial. O conteúdo fica disponibilizado em um ambiente virtual a qual o aluno tem acesso sempre que precisar.

Trabalho e estudos

É possível conciliar EAD com trabalho de uma forma que um não atrapalhe o outro, o que é bem diferente de um curso regular. Além disso, um curso EAD proporciona a garantia de organização de horários, seja para estudos, trabalho ou lazer. Toda essa flexibilidade auxilia muito a vida dos estudantes.

Diploma reconhecido pelo MEC

O MEC reconhece os cursos a distância das instituições que estão de acordo com as normas e diretrizes do órgão. O diploma EAD tem o mesmo valor do diploma emitido por uma universidade que oferece curso regular, sendo esta uma das principais dúvidas das pessoas na hora de optar por um dos cursos nessa modalidade.

Com a autorização do MEC, o recém-formado com diploma em mãos poderá se inscrever em concurso público e assumir a vaga conquistada por mérito. Além disso, a pessoa pode procurar os conselhos ou o Ministério do Trabalho para requisitar o seu registro profissional, que é exigência em algumas profissões, como enfermeiros, jornalistas, entre outros.

Vantagem econômica

O aluno de um curso presencial gasta dinheiro com mensalidade, livros, xerox, trabalhos, entre outras coisas. Porém, um aluno matriculado em um curso EAD não tem esses gastos, pois todo o material didático é incluído no conteúdo programático do curso.

Disciplina

Não adianta tirar vantagem de todas as facilidades que o EAD oferece e não ser comprometido nos estudos. A disciplina é essencial para manter um nível de excelência na aprendizagem, já que o aluno precisa assimilar conteúdo para prestar provas presenciais.

Interação, tutores e professores

Geralmente, as instituições disponibilizam tutores de ensino para ajudarem os alunos, sanando, assim, todas as dúvidas que surgirem no decorrer do curso. Fóruns de discussão com outros estudantes, material disponibilizado em PDF, videoaulas, entre outras metodologias de ensino ajudam a facilitar a vida acadêmica.

Segunda graduação

Muitas pessoas que já têm uma formação acadêmica, mas pretendem dar um novo rumo na vida, realizam um curso EAD. Assim, fica mais fácil conciliar o trabalho com a nova formação acadêmica. A pessoa pode também optar por fazer uma pós-graduação a distância.