O brasileiro Paulinho foi apresentado como novo reforço do Barcelona nesta quinta-feira. Contratado por 40 milhões de euros (cerca de R$ 147 milhões), o volante de 29 anos deixou o futebol chinês para vestir a camisa 15 do clube catalão. Na coletiva, Paulinho fez questão agradecer aos esforços realizados pela diretoria, comentou sobre sua passagem pelo Tottenham e garantiu que possui totais condições de jogar na Catalunha e ajudar com seu futebol.

“Não dá para recusar uma proposta do Barcelona. Esse clube significa muito, é muito grande e quando chegou a proposta não tive muito o que pensar”, declarou.

Quando questionado sobre o futebol do Barcelona, um time com estilo definido, repleto de estrelas, o novo reforço enfatizou a confiança em si mesmo. “Considero que tenho todas as características que um jogador deve ter para atuar aqui. Todos os esforços feitos para vir para jogar nesse clube foram cientes do que sei que posso fazer aqui, vou me encaixar da forma como o treinador e o time precisar”, ressaltou Paulinho, que teve sua contratação criticada por torcedores do time.

A rivalidade entre o clube catalão e o Real Madrid não ficou fora nem mesmo durante a apresentação do jogador. A comparação com Casemiro, que chegou contestado e se tornou um dos principais jogadores de Zidane, foi tema para o camisa 15. “São posições e modos de jogo diferentes. Dependendo da partida, eu posso ficar para ajudar mais no momento defensivo, mas minha característica é chegar na área, fazer gols. O Casemiro joga um futebol diferente, é um volante mais fixo, chega menos que eu. Consigo fazer qualquer função no meio-campo para ajudar os meus companheiros”, completou.

O brasileiro teve uma passagem muito apagada pelo futebol europeu, quando vestiu a camisa do Tottenham, e a desconfiança sobre seu futebol é tratada com naturalidade pelo atleta. “Sempre falo que os desafios são colocados para quem possa encará-los. Na Inglaterra, tive uma primeira temporada boa e na segunda não tive sequência. Avalio que não tenha sido como planejei, mas superei essa fase, enfrentei o desafio do futebol chinês e lá reencontrei minha confiança e meu bom futebol. Aqui quero ajudar meus companheiros, o clube e o ganhar títulos. Não me importo com a opinião de fora, estou preparado e por isso aceitei jogar no Barcelona”, disse o jogador.

A proximidade com a Copa do Mundo foi algo que motivou ainda mais Paulinho a jogar no Barcelona, com um grande elenco e companheiros que estão entre os melhores do mundo. “Não conversei com o Tite, mas esse clube tem jogadores qualificados e eles podem me ajudar a garantir a vaga na Copa. Com meus esforços sei que vai dar certo”, finalizou o novo reforço catalão.

Destaque da Seleção Brasileira de Tite, a versatilidade é o grande trunfo de Paulinho para se firmar no Barcelona. Conhecido por atuar em mais de uma posição no meio-campo, o novo reforço espera a regularização dos documentos para estar entre os relacionados da partida deste domingo, quando o clube catalão estreia no Campeonato Espanhol, diante do Betis.

Da Gazeta Esportiva