Obras concluídas no Pronto Atendimento Ginecológico e Obstétrico e no serviço de Hemodinâmica foram entregues à comunidade hospitalar

Recepções do PAGO, mais amplas e iluminadas após a readequação – Foto: Assessoria

Com objetivo de melhorar a ambiência e a infraestrutura destinada a usuários e colaboradores, o Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) entregou à comunidade hospitalar, na manhã desta quarta-feira(19), duas obras concluídas no mês de dezembro, executadas em importantes espaços assistenciais da instituição.

Ao todo, foram investidos cerca de R$ 212 mil na readequação do Pronto Atendimento Ginecológico e Obstétrico (PAGO) e do serviço de Hemodinâmica, espaços que impactam diretamente no atendimento à população que faz uso do Sistema Único de Saúde na macrorregião.

Ansiada há anos pela equipe que atua no local, a obra efetuada no PAGO saiu do papel em 2018 após estudos e planejamentos feitos por meio de parceria entre setores de Infraestrutura Física e de Atenção à Saúde da Mulher. Sua conclusão já vem beneficiando as mais de 1,2 mil pacientes que mensalmente dão entrada em busca de atendimentos de urgência e emergência em Ginecologia e Obstetrícia.

O espaço – num total de 205 metros quadrados – foi readequado de forma a melhorar e adaptar ambientes que já existiam, como sala de prescrição médica, posto e sala de estar de Enfermagem, recepções (agora mais amplas e iluminadas), banheiros e enfermaria, e também para proporcionar a instalação de novos ambientes: agora o PAGO conta com salas exclusivas para o cartório de registro de nascimentos (em local mais acessível) e para o Programa Acalento (que atende vítimas de violência sexual), banheiros para pessoas com deficiência nas recepções e sala de indução de trabalho de parto.

Funcionando 24 horas, o PAGO do HU-UFGD é um serviço porta-aberta para assistência a urgências e emergências ginecológicas e obstétricas. Por ele passam mulheres que necessitam de atendimento em função de patologias ginecológicas e, também, gestantes, seja para realização de consultas e exames de urgência ou para a internação e posterior remoção ao Centro Obstétrico, onde são feitos os partos.

“O espaço restrito do PAGO acabava por impactar na qualidade da acomodação das pacientes e na saúde do trabalhador. Essa obra, há tempos aguardada, nos possibilita um ambiente digno, tanto para o atendimento das usuárias e seus acompanhantes, como para a atuação dos colaboradores”, comemora o chefe do Setor de Atenção à Saúde da Mulher, Alessandro Postal.

Hemodinâmica

A fim de adequar o espaço às normas da Vigilância Sanitária e melhorar as condições de trabalho dos colaboradores que atuam no local, o serviço de Hemodinâmica teve 125 metros quadrados de área reformada e, na manhã de hoje, após seis meses de obras, retomou o funcionamento já com a realização de dois procedimentos.

Além da construção de um depósito de material de limpeza, uma rouparia, uma sala de utilidades e dois novos sanitários, para pacientes e colaboradores, foram readequados o posto de Enfermagem e as seguintes salas: de comandos e interpretação de laudos, de exames e terapia e de indução e recuperação pós-anestésica.

Inaugurado em janeiro de 2017, o serviço de Hemodinâmica do HU-UFGD é responsável pela oferta de cateterismo, exame cuja finalidade é o diagnóstico e/ou tratamento de diversos tipos de condições cardíacas, geralmente causadas pelos estreitamento ou bloqueio das artérias.

O chefe da Unidade do Sistema Cardiovascular e Respiratório, Daniel Lemos, explica que as melhorias efetuadas regularizam a atividade, permitindo que o serviço seja ampliado e mais pacientes sejam atendidos futuramente. A perspectiva é que pelo menos 300 cateterismos sejam realizados até junho de 2019.