Aneel sinaliza interesse de utilizar tecnologias e soluções inovadoras do Senai de MS

Para além de Mato Grosso do Sul. O Senai Empresa está estruturado para atender todo o País com tecnologia e soluções inovadoras no que se refere a fontes alternativas de energia e eficiência energética. A avaliação foi repassada pelo superintendente de pesquisa, desenvolvimento e eficiência energética da Aneel, Ailson de Souza Barbosa, durante reunião realizada nesta sexta-feira (22/06), em Brasília (DF), com o diretor-regional do Senai, Rodolpho Mangialardo.

Na análise do superintendente, o Senai Empresa está pronto, inclusive, para fornecer à Agência um software de Gestão Energética e a reunião superou as expectativas iniciais do encontro, solicitado com o intuito de que a instituição se tornasse um dos agentes credenciados para realizar o processo de Medição e Verificação do PEE (Programa de Eficiência Energética) em Mato Grosso do Sul.

“No entanto, após apresentarmos todos os detalhes da consultoria em Renováveis e Soluções Energéticas, a equipe da Aneel se disse bastante impressionada com o potencial do Senai junto às indústrias, especialmente em relação ao nosso software. Ou seja, saímos da reunião com um leque maior de oportunidade do que esperávamos, com a possibilidade de atender não só Mato Grosso do Sul, mas todo o País”, contou Mangialardo sobre o encontro do qual também participaram o superintendente-adjunto de Pesquisa, Desenvolvimento e Eficiência Energética da Aneel, Paulo Luciano de Carvalho, e o analista técnico do Senai Empresa, Elton da Silva Paim.

Segundo o diretor-regional do Senai, quanto ao credenciamento do Senai Empresa para medição e verificação da execução dos projetos do PEE, a Aneel entendeu não haver empecilhos para que a parceria se concretize. “Diante da expertise do Senai Empresa, que conta com uma equipe certificada para executar os processos, trata-se apenas de uma questão de análise do edital para alcançarmos mais este passo e ampliarmos nosso portfólio de consultoria”, avaliou.

O diretor explica que há uma resolução da Aneel estipulando que as concessionárias de energia elétrica devam investir 0,4% de sua receita operacional líquida em eficiência energética. “No entanto, esses recursos não têm sido utilizados em sua totalidade nos últimos anos e queremos propor uma contribuição para auditar esses projetos, dando mais celeridade ao processo”, afirmou.

O trabalho do Senai na área de Renováveis e Soluções Energéticas consiste em oferecer soluções por meio de práticas voltadas para o uso consciente e eficiente de energia e para modernização dos processos industriais, oferecendo consultorias em automação industrial, pesquisa aplicada, otimização de processos e segurança elétrica.