Todas as famílias da cidade possuem acesso à água tratada. Município também a coleta e tratamento de esgoto

Diretor-presidente e funcionários da regional durante visita técnica – Acom/Saneul

Várias cidades no mundo sofrem com a falta de serviços básicos como, por exemplo, o de acesso à água tratada e a coleta e tratamento de esgoto. Em Anastácio, essa realidade é diferente. A Sanesul já universalizou o fornecimento de água para todas as famílias. Agora está executando obras de construção de uma nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) com capacidade de tratar 20 litros por segundo, possibilitando atender a demanda atual e futura da população.

“A Sanesul está com obras em diversos municípios do Mato Grosso do Sul. Esses investimentos melhoram a qualidade de vida das pessoas, além de preservar o meio ambiente. Em Anastácio não é diferente. Isso representa um marco na história do município que ampliará a coleta e tratamento de esgoto”, destacou o diretor-presidente da estatal, Walter Carneiro Junior.

Além da construção da ETE, Anastácio também está recebendo 4.7km de rede coletora de esgoto, 271 ligações domiciliares, entre outras obras que contemplam a ampliação do sistema de esgotamento sanitário.

Tais obras são realizadas com recursos próprios da Sanesul e do Governo Federal, via Funasa, no valor correspondente a R$6,5 milhões.

Na tarde da última quarta-feira (10), o diretor-presidente da Sanesul e o gerente regional Danilo Pires do Espírito Santo e funcionários da Empresa, fizeram uma visita técnica na Estação de Tratamento de Esgoto.

“As obras da ETE estão na etapa final. Estamos acompanhando de perto os trabalhos de ampliação do sistema de esgotamento sanitário em Anastácio, que é uma verdadeira conquista para a população local”, destacou o gerente