Ana Beatriz e Breno Dias garantem lugar no Brasileiro de Judô na Bahia

Judocas da ACJ venceram todas etapas do Circuito Estadual disputadas neste ano

A boa participação da Associação Cano de Judô no Circuito Estadual, com média de 35 medalhas em cada uma das três etapas já disputadas nesta temporada, ganhou um sabor especial nesta semana. Líderes no ranking em suas categorias, os judocas Sub-13 Ana Beatriz Cano e Breno Dias garantiram vaga na equipe sul-mato-grossense que vai disputar o Campeonato Brasileiro Sub-13 nos dias 5 e 6 de agosto em Lauro de Freitas, na Bahia. Os dois estão invictos no ano e venceram as duas etapas disputadas em Campo Grande e a terceira, em Maracaju, no último fim de semana.

A convocação de ambos foi confirmada pela Federação de Judô de Mato Grosso do Sul (FJMS), que utilizou as etapas do Circuito Estadual para formas as equipes das categorias Sub-15 e Sub-13. Com os três títulos, os judocas da ACJ tiveram pontuação bem acima dos demais concorrentes pela vaga no Brasileiro. Antes, os dois ainda disputam a quarta etapa estadual, nos dias 14 e 15 de julho, em Três Lagoas.

Ana Beatriz (branco) venceu mais uma etapa em Maracaju - Foto: Evandro José/ACJ
Ana Beatriz (branco) venceu mais uma etapa em Maracaju – Foto: Evandro José/ACJ

Como a possibilidade de disputar o Brasileiro era grande, pelo retrospecto nas etapas anteriores e até pelo desempenho na temporada passada, o Sensei Alexandre Cano, técnico dos judocas intensificou os treinos, antes limitados a três vezes na semana. “Eles estão treinando quase todos os dias, folgando apenas no domingo. Fazem trabalho específico, de explosão, aeróbico, força. Tudo isso reflete no tatame. Tanto a Ana quanto o Breno não perderam nenhuma luta esse ano. Aliás, sendo mais taxativo, eles não tomaram nenhuma pontuação nas lutas que disputaram no Estado”, explica.

Essa vai ser a segunda viagem da dupla para competir fora do Mato Grosso do Sul. Em abril, foram à Brasília-DF disputar o Campeonato Brasileiro Região IV contra judocas do Mato Grosso, Rondônia, Tocantins, Goiás e Distrito Federal. Ana Beatriz voltou com o ouro e o Breno, com a prata. Agora, o nível aumenta, com os melhores judocas de todo o País. “O trabalho está sendo feito para que eles fiquem entre os primeiros. Mas isso depende de vários fatores, não apenas do esforço deles nos treinos. É uma modalidade individual, depende muito do dia, de acordarem bem, estarem confiantes. Não tem como substituir”.

Para Cano, a tradição de Mato Grosso do Sul no esporte também conta e é um fator favorável que pode ser levado em consideração. “Nosso Estado é um dos cinco melhores do Brasil e os atletas que saem daqui sempre disputam competições nacional com boas chances de conquistar medalhas. E também as características dos dois ajuda. O Breno tem a parte física, o tamanho. A Ana Beatriz a parte técnica, a raça. Os dois estão muito bem preparados e acredito que possam voltar com medalhas”, conclui.