Iniciativa garante sustentabilidade e economia

A usina tem 180 placas que vão gerar 7000mil kWh por mês – Divulgação

O sol é fonte de energia renovável, não polui e nem prejudica o ecossistema. Além das vantagens sustentáveis, esse modelo energético também gera expressiva economia financeira. Foi pensando nesses aspectos que Associação Médica de Mato Grosso do Sul realizou esta obra.

A usina tem 180 placas que vão gerar 7000mil kWh por mês, o que torna a Associação Médica autossuficiente em geração de energia. Essa produção irá a atender a unidade administrativa, as quadras de tênis e as piscinas. A energia que sobrar será para abastecer os campos de futebol.

Com essa medida, a associação irá pagar somente o mínimo determinado pela Energisa. “Essa iniciativa é para melhorar a gestão da Associação Médica, que assim como demais instituições precisam gerir melhor seus recursos financeiros e desenvolver mecanismos que facilitem a administração”, explicou a presidente da Associação Médica, Dra. Maria José Martins Maldonado.

Ela ainda ressalta a importância para o meio ambiente. “Essa usina também coloca a associação como uma instituição sustentável que preza pelos recursos naturais do planeta, utilizando uma energia limpa de fonte renovável. Vivemos em um país tropical com sol em abundância”.

A usina foi inaugurada no dia 10 de novembro, juntamente com o parque aquático que foi todo revitalizado. “Arrumamos os azulejos, colocamos filtros e tratamento com ozônio, além de aquecimento”, explicou a presidente. A inauguração foi durante um almoço de confraternização com os associados.