Alunos da Escola do Sesi da Capital conquistam 3º lugar em feira virtual de Pernambuco

Uma cafeteira interativa com ativação por voz. Esse foi o projeto apresentado pelos alunos da 2ª série do Novo Ensino Médio da Escola do Sesi de Campo Grande na Expoceti 2020 (Exposição de Ciência, Engenharia, Tecnologia e Inovação), realizada de forma virtual pelo Colégio Anglo Líder, de São Lourenço da Mata (PE), e que lhes rendeu uma medalha de bronze.

Realizado na última sexta-feira (27/11), o evento reuniu projetos de inovação tecnológica desenvolvidas por estudantes de vários Estados. Os alunos da Escola do Sesi de Campo Grande conquistaram o 3º lugar na categoria Engenharia, com a apresentação da Cafeteira EVA (Electrodomestic Voice Activated), um projeto de inovação pensado para proporcionar acessibilidade, possibilitando que o eletrodoméstico seja ligado por comando de celular.

Para o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, o protagonismo dos estudantes tem de ser destacado, pois eles pensaram no uso da tecnologia como ferramenta de transformação social. “Alinhada com o futuro, a metodologia da Rede de Ensino do Sesi investe no uso de tecnologia como ferramenta de educação e capacitação dos estudantes para o desenvolvimento de projetos de pesquisa e inovações”, ressaltou.

O diretor da Escola do Sesi de Campo Grande, Murilo Augusto de Oliveira Junior, lembrou que a conquista é fruto de um longo trabalho dos estudantes e professores, bem como de todo o apoio oferecido nas aulas de iniciação científica. “Temos investido muito em Iniciação Científica desde 2018, com aulas gratuitas no contra turno, com professores especializados e já estamos colhendo os frutos”, ressaltou.

O projeto começou a ser desenvolvido em 2019 pelos alunos Matheus Augusto Maldonado, Hiago Meneses Ferreira Barros, Millena Gabriela Flores Silva, Mariana Arfux Pereira Cavalcante de Castro e Adolfo Melgarejo Neto, que hoje cursam a 2ª série do Novo Ensino Médio de Técnico em Redes na Escola do Sesi de Campo Grande. Ainda no ano passado, a equipe conquistou o 4º lugar na categoria Ensino Médio, na 5ª Mostra Científica do Cerrado, promovido pela Escola GAPPE, conquistando a credencial para participar da Expoceti 2020.

Para a professora Daniela Navarro, que orientou os alunos, o comprometimento dos estudantes foi fundamental para o sucesso do projeto. “Tenho muito orgulho em ver a garra dos alunos, pesquisando e testando para conseguir realizar esse projeto. É inspirador ver a paixão que eles possuem pela pesquisa e a vontade de vencer desafios. Acredito que eles estão no caminho certo e muito em breve poderão apresentar à sociedade um produto de qualidade e acima de tudo acessível”, completou.

A apresentação e avaliação do projeto foi feita de forma online, sendo que a cafeteira com tecnologia de automação foi pensada para garantir acessibilidade para pessoas com deficiência motora e também otimizar o tempo do usuário.

“Em razão da pandemia do novo coronavírus tivemos que nos reinventar em meio a tecnologia, apresentando a nossa cafeteira EVA de modo online. Foi uma experiência incrível poder apresentar o nosso projeto para avaliadores estudiosos do outro lado do Brasil foi uma experiência completamente diferente de tudo” explicou o aluno Adolfo Melgarejo Neto.

Agora os alunos estão fazendo os ajustes apontados pelos jurados no protótipo da máquina e preparam-se para participar de feira científica no Estado do Pará, além do convite para participarem da próxima edição da Expoceti 2021. “Participar da Expoceti virtual foi algo extremamente gratificante e diferente. Eu gostei da experiência”, declarou a aluna Mariana Arfux Pereira Cavalcante de Castro.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.