Alan Guedes recebe representantes do Instituto Mulher

Vereador Alan Guedes reúne-se com representantes do Instituto Mulher – Foto: Thiago Morais

O presidente da Câmara Municipal, vereador Alan Guedes (DEM), recebeu nesta semana a visita de representantes do Instituto Mulher, que apresentaram o projeto de implantação da entidade em Dourados e solicitaram o apoio da Casa de Leis. Mais de 40 profissionais ligadas a diversas áreas se uniram para a promoção e defesa dos direitos das mulheres.

O grupo é formado por advogadas, assistentes sociais, psicólogas, médicas e fisioterapeutas. A advogada Edna Regina Alvarenga Bonelli, presidente do Instituto, afirmou que a ideia é ter uma equipe multidisciplinar para atender todas as mulheres, em todos os segmentos e qualquer tipo de problema que houver.

“O nosso lema é ‘A luta é por todas nós’. Queremos fazer atendimentos no contexto jurídico, social, psicológico, questões de saúde, orientações, o foco é o respeito e a atenção com a mulher. Somos uma frente de proteção à sociedade em si, não só às mulheres, mas queremos ir às escolas, ministrar palestras às crianças e adolescentes, fazer uma conscientização da sociedade”, garantiu a presidente.

O trabalho do grupo é voluntário em diferentes ações, como promover palestras, atendimentos com orientações e encaminhamentos, participação em campanhas e seminários, e também prestação de serviço. “É uma honra muito grande poder contar com a Câmara de Dourados. Estou muito feliz com o apoio do vereador Alan Guedes, que sempre fez a diferença com as mulheres. Agradeço pela receptividade e a sensibilidade do vereador por sempre estar atento aos direitos e à causa das mulheres”, ressaltou Edna Bonelli.

Alan Guedes destacou que a Câmara vai apoiar as ações do Instituto Mulher. “Esta é uma causa que eu já apoio há muitos anos, já formulei algumas leis em relação à proteção da mulher. Estudaremos a possibilidade de agendar uma data para o instituto utilizar a tribuna livre em uma sessão ordinária, com o objetivo de apresentar à sociedade e aos colegas vereadores suas atividades”, ressaltou.

Para o parlamentar, “ações como essa fazem nosso trabalho valer a pena. Ver a sociedade se mobilizar por um objetivo tão nobre, é de se destacar”.

O Instituto ainda apresentou uma demanda legislativa para o município, buscando criar uma lei específica para que todo condenado, com trânsito em julgado por crime contra a mulher, não tome posse em cargos públicos comissionados. Alan Guedes assegurou que irá estudar e trabalhar com os demais vereadores a possibilidade da criação de uma lei específica para este caso.