O Monumento Menorah, homenagem aos evangélicos, instalado no centro da cidade de Caarapó – Foto: Dilermano Alves

O prefeito de Caarapó, André Nezzi (PSDB), ao lado de autoridades municipais dos poderes Executivo e Legislativo e de lideranças religiosas, inaugura no fim da tarde desta sexta-feira (12) o Monumento Menorah, em homenagem à comunidade evangélica local. O ato será realizado no cruzamento da Avenida Dom Pedro II com a Rua Tiradentes, no centro da cidade, às 18h.

De acordo com o dirigente caarapoense, a homenagem é decorrente dos relevantes serviços de evangelização prestados pela comunidade evangélica no município. “Tanto no campo espiritual quanto na área social, as igrejas evangélicas têm exercido um papel importante para a nossa população, merecendo o reconhecimento por parte de todos. Assim, a homenagem que dedicamos a esse segmento se justifica pelo fato de que os evangélicos têm contribuído substancialmente para a construção de uma sociedade mais justa, baseada em princípios cristãos”, destacou André Nezzi.

Menorah é uma palavra hebraica que significa candelabro, candeeiro ou castiçal, presente no Antigo e Novo Testamento. De acordo como pastor Alberto Ribeiro de Oliveira, presidente do Conselho de Pastores Evangélicos de Caarapó (Conpec), em Levítico 24: 2, ordena aos filhos de Israel que te tragam, para o candeeiro, azeite de oliveira, puro, batido, a fim de manter uma lâmpada acesa continuamente. Em Apocalipse 1: 20: Eis o mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete candeeiros de ouro: as estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as sete igrejas.

O religioso explica que, no Velho Testamento, a Menorah era uma peça presente no templo que recebia óleo puro para manter acesas as sete lâmpadas para iluminar o santo lugar. “Isso representa Jesus, porque Jesus é a luz do mundo”, ensina. Já Novo Testamento – explica o pastor – Menorah significa a Igreja, “porque a Igreja é o corpo de Jesus, ela faz as vezes de Jesus na terra, simbolizando também a luz no mundo”.

Em Caarapó, além de servir de homenagem, a edificação de monumentos integra o plano de revitalização de rotatórias da sede do município, que estão recebendo também construções de caráter cultural. Recentemente, a comunidade gaúcha foi contemplada com o Monumento O Chimarrão pela influência positiva na formação da cultura do povo de Caarapó. A comunidade católica foi homenageada com o Monumento Senhor Bom Jesus, padroeiro da cidade. Conforme o prefeito, novos monumentos ainda serão erguidos, em homenagem a outros segmentos culturais, a exemplo da Cuia de Tereré – que já está sendo fabricada -, homenageará a colônia paraguaia.

“É importante que a população compareça ao ato de inauguração no fim da tarde de hoje, tendo em vista que, com a presença de lideranças religiosas, poderá receber um pouco da Palavra de Deus e aprender noções de História Geral, pois o monumento é também um símbolo do Estado de Israel”, sublinhou André Nezzi.