ACED reúne entidades que acreditam no restabelecimento do comércio em Dourados

Reunião com entidades aconteceu no auditório da ACED seguindo todos os protocolos de biossegurança – Foto: Assessoria

A Associação Comercial e Empresarial de Dourados – ACED, reuniu entidades que acreditam no restabelecimento do comércio, para discutir as medidas de enfrentamento ao Covid-19 em Dourados. Durante a reunião, seguindo todos os protocolos de biossegurança e, em concordância, os presentes deliberaram sobre a solicitação de algumas medidas para auxiliar no enfrentamento à pandemia, como uma campanha de conscientização e a flexibilização do horário comercial, que foi encaminhada ao presidente do Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus, Davi Tibiriça Caravelas, que gerencia o Covid-19 em Dourados.

Para o presidente da ACED, Nilson Santos, a flexibilização do horário comercial e a redução do toque de recolher em reconhecimento ao empenho das empresas é o mais recomendado. “Após o lockdown decretado pelo Governo do Estado, em que tivemos que cumprir, vimos que o comércio não pôde ser o culpado pelo aumento de pessoas com Covid-19. Nada mudou. As entidades e a Prefeitura de Dourados estão trabalhando juntas, para que medidas sejam reforçadas, bem como a conscientização na população”, disse.

Outra solicitação das entidades encaminhadas ao Comitê, é um investimento emergencial e urgente para abertura de novos leitos de atendimento nos setores de enfermaria e terapia intensiva, bem como, todas as decisões sobre o enfrentamento da pandemia sejam acordadas, compartilhadas e implementadas em todos os municípios que fazem uso do sistema do SUS da macrorregião da Grande Dourados.

O deputado estadual Renato Câmara, que também participou do encontro, deu total apoio às solicitações das entidades e abriu uma discussão sobre a compra da vacina para população, assim como foi realizado pelo prefeito em Rio Brilhante. “Estamos observando que falta cooperação de todas as esferas e não existe uma ação conjunta para imunização desse vírus. Portanto, Dourados precisa pensar adiante e trabalhar com empresas particulares, para compra de vacinas”, enfatizou.

Já para o Secretário de Governo de Dourados, Henrique Sartori, os debates e encaminhamentos realizados pela ACED, auxiliam a gestão municipal na tomada de decisões. “Sabemos da dificuldade de todo setor empresarial, não somente o setor noturno, mas todas as empresas que tem diariamente lutado contra as dificuldades financeiras e a manutenção dos empregos. Temos uma preocupação com a saúde da nossa população, em primeiro lugar, mas também com a sustentabilidade dos negócios da nossa cidade que geram emprego e renda. Neste momento, o mais importante é fortalecer essa campanha, para que a situação de saúde do nosso município possa mudar de patamar. Nosso compromisso nunca foi pelo fechamento do comércio e sim, por salvar vidas e os negócios da nossa cidade”, afirmou.

A reunião contou com a presença do presidente e diretores da ACED, do representante do Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus, Flávio Delgado; do representante da CDL, Giovani Dal Molin; do representante da ABRASEL, Marcos Enéias Pereira dos Santos; do representante do Sindicom, Valter Castro; do representante da SESCON, Francisco Cardoso; do representante da Associação dos Mercados, Ney Sergio Recalcatti; do representante da ACOMAC e do deputado estadual Neno Razuk, Claudio Gaiofato; do advogado e representante do deputado estadual José Teixeira, Noemir Felipetto; do deputado estadual Renato Câmara e do Secretário de Governo da Prefeitura de Dourados, Henrique Sartori.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.