As ações do “Sábado Sem Mosquito”, uma recomendação do Ministério da Saúde, já percorreram quatro regiões da cidade

Visitas aos estabelecimentos do Centro desvendaram cenários favoráveis à proliferação do Aedes aegypti – Foto: Divulgação/CCZ

A ação “Sábado sem Mosquito”, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde para eliminar pontos de proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, chikungunya e zika vírus, visitará o bairro Estrela Verá no próximo dia 4 de maio.

Com o intuito de eliminar focos do mosquito que transmite estas doenças, problema sério para as populações em todo o Brasil, a atividade já visitou quatro regiões e trabalhou um total de 6.040 imóveis, encontrando 20 focos e recolhendo 57 cargas de lixo.

A ação no Estrela Verá segue o mesmo protocolo, visitação das equipes um dia antes para orientar a população sobre o que deve ser descartado e o recolhimento de materiais propensos ao acúmulo de água e à proliferação do mosquito.

A Sems conta com o apoio de equipes compostas por servidores do Centro de Controle de Zoonoses, Vigilância Sanitária, Secretaria de Saúde, Imam, Semsur e Guarda Mirim, que passam nos estabelecimentos orientando que materiais podem ser retirados para serem recolhidos.

Conforme Rosana Alexandre, coordenadora do CCZ de Dourados, se a população se empenhar em manter as propriedades limpas durante todo o ano, é maior a chance de diminuir a incidência do mosquito. “As pessoas precisam manter este tipo de ação durante todo o ano e não esperar as mobilizações”, disse.

As ações do Sábado sem Mosquito, uma recomendação do Ministério da Saúde, iniciaram no dia 30 de março, no Parque das Nações II, ocorrendo em seguida, no dia 6 de abril, na região das Vilas Índio e Rosa. No dia 13 de abril a ação visitou a região do bairro BNH IV Plano e no fim de semana passado aconteceu no Centro da cidade.

No Centro foram 1.752 imóveis trabalhados, com 5 focos encontrados e lavrados, até agora, o maior número de notificações: 32. Em todas as ocasiões, toneladas de lixo foram retiradas dos locais.