Abril Verde: Fiems ilumina fachada para conscientizar sobre prevenção de acidentes de trabalho

Fachada do Edifício Casa da Indústria iluminada com luz verde – Divulgação

A Fiems iluminou, com luz verde, a fachada do Edifício Casa da Indústria, localizado na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande (MS), para sensibilizar empregadores, trabalhadores, sindicatos e autoridades para o movimento “Abril Verde”, que alerta para a prevenção de acidentes de trabalho, um problema que atinge milhares de brasileiros todos os anos.

Segundo o presidente da Fiems, Sérgio Longen, esse é o segundo ano em que a instituição coloca a iluminação verde no prédio em apoio ao movimento. “Iniciamos essa parceria como TRT/MS (Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso do Sul), quando o então presidente, desembargador João de Deus, nos procurou explicando a importância da ação, construída com várias entidades”, informou.

Ele completa que, se todos avançarem na mesma direção, é possível reduzir os números de acidentes de trabalho no setor industrial de Mato Grosso do Sul.  Na avaliação do desembargador João de Deus, o “Abril Verde” é um mês em que o TRT/MS tem empenhado esforços para dar publicidade no que tange à conscientização dos trabalhadores e dos empresários com relação a acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

“O Tribunal sozinho não consegue essa dimensão de externar para o público alvo, que seriam os trabalhadores e empresários. Então é importante que várias instituições façam adesão ao movimento conscientizando as pessoas”, declarou João de Deus. O coordenador do Programa Trabalho Seguro do TRT/MS, juiz do trabalho Marcio Alexandre da Silva, informou que Mato Grosso do Sul ocupa no ranking nacional a 14ª posição entre os Estados que mais registram acidentes de trabalho.

“Nos últimos cinco anos Mato Grosso do Sul teve aproximadamente 15 mil acidentes de trabalho, quase 250 mortes e isso, além de gerar sofrimento humano e perdas de vidas, também gera muitos prejuízos para as empresas e também para a Previdência Social”, destacou Marcio Alexandre.

Diante desses números, o juiz reforça a necessidade de campanhas de conscientização para a prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. “No momento em que a gente discute no Brasil uma reforma previdenciária, não se ouve falar com seriedade que o Brasil gasta anualmente R$ 20 bilhões apenas com benefícios previdenciários decorrentes de acidentes de trabalho. Por isso, a parceria com a Fiems é sempre tão importante”, completou.