• Por Rosa Floriano
A Moringa ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue e permite que as células absorvam ou liberem glicose (açúcar) conforme necessário – Divulgação

Muitas pessoas são contra os ambientalistas. Não vou apenas e simplesmente defender a minha classe mas vou expor alguns detalhes que talvez possam fazer alguns mudarem de ideia. A natureza, a fauna e a flora estão a nossa disposição, temos muitos males devido a correria da vida moderna e isso eu sei muito bem. Mas nada vai substituir uma conversa com um ente querido, ou com a pessoa que você gosta, Ainda não inventaram nada melhor que uma boa caminhada para respirar um ar puro e se preparar para um novo dia de luta.

Hoje por exemplo vou falar sobre a “Moringa”. `uma planta que contém um tipo de ácido chamado ácido clorogênico, que demonstrou ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue e permitir que as células absorvam ou liberem glicose (açúcar) conforme necessário. Além do ácido cinemático, os compostos denominados isotiocianatos que estão presentes na moringa também foram vinculados à proteção natural contra a diabetes.

A Moringa ganhou uma reputação de combater a inflamação e vários outros efeitos da desnutrição e do envelhecimento, ganhando o apelido de “planta milagrosa”. Ela contém duas vezes a quantidade de proteína de iogurte, quatro vezes a quantidade de vitamina A de cenouras, três vezes a quantidade de potássio de banana, quatro vezes a quantidade de cálcio de leite de vaca e sete vezes a quantidade de vitamina C de laranjas. Cortadas, trituradas e armazenadas adequadamente, no inverno, as moringas podem ser servidas no cocho por oferecer cerca de 30% de proteína ao rebanho.Por isso dentro da agricultura familiar a moringa pode ser uma ótima opção para a alimentação animal, pois ela oferece proteína de excelente qualidade e minerais para os animais e isso está sendo exemplarmente estudado pela AGRAER.

E se tudo isso já não fosse o suficiente, a moringa pode decantar a água separando as impurezas e tornando o líquido apto ao consumo. Três sementes purificam cerca de um litro de água. De preferência que as sementes sejam colhidas e, em seguida, colocadas no recipiente em que será feito tratamento da água.  O tempo mínimo para decantação da água é de 90 minutos. Nesse período as impurezas irão se acumular no fundo do recipiente e a água deve ser filtrada, logo após. Coar com um pano é muito importante para que o material orgânico não inicie uma decomposição dentro da água.

A moringa também é capaz de reduzir os níveis de leptina e os processos inflamatórios e aumentar os de adiponectina, o que favorece a perda de peso Mas como tudo na vida suplementos sozinhos, incluindo folhas de moringa, não costumam promover o emagrecimento. Por isso, seu consumo deve ser acompanhado de mudanças no estilo de vida, como inclusão de atividade física na rotina e uma alimentação saudável. A natureza é nossa, se a preservarmos teremos tudo e pra sempre.

*Colunista do AGORAMS