8 mitos sobre a calvície

A perda de cabelo é um medo comum entre homens e mulheres, e, para eles, uma das causas mais comuns é a alopecia androgenética, popularmente conhecida como calvície. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), metade da população masculina será atingida pelo problema até os 50 anos, sendo que ela atinge 10% dos homens entre 20 e 30 anos e 50% dos homens que chegam aos 40 anos.

Causada por uma predisposição genética ligada à testosterona, a calvície é mais comum em homens, mas também pode atingir as mulheres. Esse é um problema lento e progressivo que não tem cura, mas existem alguns tratamentos que podem desacelerar a queda ou devolver fios às áreas atingidas por meio de procedimento cirúrgico, como é o caso do implante capilar.

Apesar de comum, muitos mitos ainda rodeiam a calvície. Por isso, separamos alguns deles para tirar suas dúvidas. Confira!

  • Raspar a cabeça evita a calvície

É normal ver homens que decidem raspar a cabeça quando começam a perder o cabelo, mas aqueles que fazem isso com a intenção de estimular o crescimento dos fios estão equivocados. Raspar o cabelo não afeta o ciclo de vida dos folículos, ou seja, não interfere na calvície.

  • Lavar o cabelo com frequência é prejudicial

Na verdade, a lavagem correta do cabelo ajuda a controlar o excesso de oleosidade no couro cabeludo, além de eliminar resíduos e permitir a melhor oxigenação da área. Em contrapartida, apesar de não influenciar na queda dos fios, a lavagem diária pode diminuir a resistência capilar. Por isso, o ideal é que você a faça em dias alternados.

  • A falta das vitaminas B e D e de zinco aumenta a calvície

Isso não acontece. É claro que a alimentação rica em nutrientes auxilia no fortalecimento e na qualidade dos fios, mas não altera a progressão da calvície.

  • Usar boné pode causar a queda dos fios

Errado. O uso excessivo de boné não influencia na progressão do problema, mas pode ser prejudicial para cabelos oleosos, já que abafar o couro cabeludo pode provocar uma descamação da área.

  • É melhor evitar pentear o cabelo

Essa informação não apresenta base científica. Mesmo apresentando calvície, você pode pentear o cabelo normalmente. O que pode acontecer, no entanto, é a escova se prender nos fios e eles caírem devido ao atrito.

  • Esteroides não influenciam a queda de cabelo

Mentira. Alguns esteroides usados para atividades físicas apresentam altos níveis de di-hidrotestosterona, hormônio presente na testosterona e causador da alopecia androgenética. Por isso, o consumo de esteroides pode, sim, influenciar a queda de cabelo.

  • O sol acelera a calvície

Outro mito. Apesar de o sol influenciar na qualidade dos fios, ele não altera a progressão da calvície. O que acontece é que pessoas que tenham falhas maiores devido à queda dos fios devem se preocupar sempre em passar um protetor solar na região.

  • Não existe tratamento eficiente para a alopecia androgenética

Isso não é verdade. Hoje, existem vários tratamentos disponíveis no mercado, sejam medicamentos tópicos ou por via oral, ou ainda procedimentos cirúrgicos, como o transplante capilar.