Últimas Notícias
Você está aqui: Capa >> Meio-Ambiente >> Funasa de MS visita cooperativas de catadores na Capital
24 de abril de 2013 às 15:30.

Funasa de MS visita cooperativas de catadores na Capital

O Serviço de Saúde Ambiental (Sesam) da Superintendência Estadual da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) visitou duas Usinas de Triagem de Resíduos (UTR), em Campo Grande. A primeira, no aterro sanitário Dom Antônio Barbosa II, e a outra localizada no bairro São Conrado. Os técnicos da Instituição realizaram a visita para subsidiar as orientações aos municípios do interior que ainda não possuem o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). Estiveram nos locais o chefe do Sesam, Antonio Vilharva, e o técnico Aldírio Sérgio Rodrigues.

Técnicos da Funasa conheceram como fica os recicláveis após a separação e compactação Funasa de MS visita cooperativas de catadores na Capital

Técnicos da Funasa conheceram como fica os recicláveis após a separação e compactação – Assessoria

O objetivo do Sesam foi se aproximar das associações de catadores para assessorar os municípios do Estado que ainda estão em fase de execução dos planos municipais de saneamento, que incluem essas UTRs, para auxiliar e organizar melhor as ações do município fazendo com que haja a inclusão social dessas pessoas e geração de renda.

Na visita, os técnicos do Sesam acompanharam o trabalho dos cooperados no recebimento dos resíduos recolhidos, separação e o processo de compactação para posterior venda. A Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis dos Aterros Sanitários (Coopermaras) foi a primeira visitada, onde foi possível acompanhar todo o processo realizado.

A usina localizada em frente ao antigo lixão da Capital recebe todos os dias materiais separados pela população nos Locais de Entrega Voluntária (LEVs), espalhados em pontos de grande movimentação, e ainda é feita uma coleta dos resíduos em algumas regiões onde os moradores separam o lixo reciclável.

Os catadores do antigo lixão se reuniram na Coopermaras, e segundo o Presidente da cooperativa, Daniel Arguello, trabalham hoje com a mesma quantidade de materiais recicláveis que recolhiam no antigo local de trabalho, na maioria papelão e garrafas pet, uma média total de seis toneladas por dia.

A equipe da Funasa foi conduzida às duas cooperativas pela assessora técnica do Projeto Cataforte, Eclair Silva, que atua no fortalecimento e apoio dessas organizações. A Coopernova (Cooperativa dos Catadores do Bairro Nova Campo Grande) funciona há pouco tempo no bairro São Conrado, iniciou suas atividades em janeiro deste ano e possui 24 cooperados trabalhando diariamente realizando o mesmo trabalho da Coopermaras, porém em menor escala.

O superintendente estadual da Funasa de MS, Pedro Teruel, lembra da importância que essas visitas têm para o sistema de assessoramento montado na Instituição. “As experiências das ações já desenvolvidas e em funcionamento são fundamentais. Isso possibilita que nossos técnicos atuem com muito mais informações obtidas na prática e ofereçam orientações aos prefeitos das demais cidades do interior do Estado”, declara Teruel que ainda lembra, “os municípios que tiverem seus catadores organizados em cooperativas ou associações terão prioridade na liberação de recursos federais”.

Os comentários estão fechados.